NFT, Bitcoin, Pix … Saibaos próximos passosdaeconomia digital | Economy

Redação 1 Bilhão Edukação Financeira

Economy

Não fazmuito tempoque a cadernetade poupançaera —literalmente — um livrinho onde eram registradosvalores poupados. Tambémnão fazmuitosanosque pagávamos quasetodasas despesas maiores comcheque. Delá paracá, surgiram cartão de crédito, pagamentos pora proximação, QR code, carteiras Digitais, Pix. Digitization, segundo especialistas, não acabou. Pelocontrário, estásócomeçando.

Professoradoutoraem Finanças da USPElaine Borges Defensee que o maior uso da tecnologia Blockchain (banco de dados compartilhado que registraas transações dosusuários) vai revolucionar o sistema Financeiro:

“Atéontem, gentedependentia de bancosparatudo. O Blockchain permite queagent enão exactmais deuma autoridade center paraintermediare asnos sasrelações. Eporque eleétão transformador?

Elaine explica queatecnologia permitiráqueasfinançassejam descentralizadas, comarealização de transações direta sentrecidadãos. Poka Sadisso, sugereque osbancosterão quesere inventar.

Na mesma linhaderaciocínio, Luiz Fabbrine, líderdaá readefinanças da consultoria Bip, transações comcriptomoe dasserão dominante sembreve as acreditaque:

“Bancos centrais dediversos países conduzeme studos paraemissão de moedi digital comsegurançamaior, quando comparado a outras criptomoedas, com reservadevalor.

Daniel Peres Chor, CEO Tropix, marketplace de NFTs (tokennão fungível, natra dução paraoportuguês) de arte, acrescenta que essa tecnologia pode aumentar o uso de criptomoedas:

“NF Téum registro, espécie de cartório virtual, emque você consegue registrarma obra digital oufísica, um ativo Financeiro, um Apartamento, sejaláoque for.



“O5 Gimpactato da alógicade consumo”
Depoimento: Vivian Almeida, economista e professora do Ibmec RJ

“Quando falamos em tecnologia 5G、comvolumedetransaçõesdedadosmuito intenso、saímosdalógicadaprateleira、de produtoseserviçosprontos、evamosparaalógicadeplataformasexclusivaspara a gente、como asdestreaming。 、na medida que o 5GImpactataodaalógicadeconsumo。Aoreduziroprocesso de tomadadedecisão、nossavidaéfacilitada、commaistempodisponívelparaenxergaroutrosaspectos que a correria dodiaadianãopermite”。

Gasto maior com a sua persona virtual

Cada vez mais, o Metaverso (mundo virtual que tenta Replicar are alidadeatra vés de dispositivosdigitais) deixa de ser enxergado como algo ficcional eassumere levância soba perspectivae conômica, opina o advogado Claudio Miranda, does critório Chal com mercado de Para ele, épossível considear que o gasto de dinheiro com o virtual venha a superar o com o “mundo real”.

“Compra de bens para” avatares “, assim como o desenvolvimento de produtoseserviçosnesse universo, não encontralimites físicose operacionais, seja de tempo, deespaçoo udematéria-prima, como acontecena realidadefí

Esdras Eler, coordinator de tecnologias do Instituto de Gestão e Tecnologiada Informação, indica que as marcasvão, simutaneamente, lançar produtosnomundofísicoe virtual, para que o avatar possa consumi-los:

“Recentemente, umaoperadoradetelefone lançouloja virtualno Metaverso para que pessoas possam adquirir produtosdesseuniverso.

Para quem se assusta comessa digitalização, o coordenador do MBA de Marketinge Negócios DigitaisdaFGV, André Miceli, traz um alerta:

“Gentejá gastadinheironomundo digital para armazenar fotos e arquivos, porexemplo. Vamoscontinuare intenseificaressa pratica.”

..

Leave a Comment

Your email address will not be published.